Anuário-2019_1_site2

13° Anuário Brasileiro de Segurança Pública

O Anuário Brasileiro de Segurança Pública se baseia em informações fornecidas pelas secretarias de segurança pública estaduais, pelo Tesouro Nacional, pelas polícias civis, militares e federal, entre outras fontes oficiais da Segurança Pública. A publicação é uma ferramenta importante para a promoção da transparência e da prestação de contas na área, contribuindo para a melhoria da qualidade dos dados. Além disso, produz conhecimento, incentiva a avaliação de políticas públicas e promove o debate de novos temas na agenda do setor. Trata-se do mais amplo retrato da segurança pública brasileira.

A compilação dos dados de 2018 revela um contexto político e institucional em que alguns dos números agregados da violência letal intencional apresentam oscilações consideráveis, mas, paradoxalmente, pouco se sabe sobre as origens e razões desse movimento. O Brasil não tem a prática de documentar, monitorar e avaliar as políticas setoriais, o que poderia contribuir para estimular o que deu certo e evitar o que deu errado.

Anuário-2018.2_1_site

Anuário Brasileiro de Segurança Pública – Edição Especial 2018: Análises dos Estados e Facções Prisionais

Edição Especial do Anuário Brasileiro de Segurança Pública em que as informações são apresentadas para os últimos anos disponíveis da série e organizadas para as unidades da Federação. Os dados de cada UF são acompanhados por textos analíticos. A publicação também conta com um mapa das facções prisionais identificadas também por estado.

Proposta de uma matriz de indicadores para as ações de gestão de informação da SENASP

O presente trabalho propõe uma matriz de indicadores para a avaliação das ações de gestão da informação da Secretaria Nacional de Segurança Pública – SENASP, a partir dos resultados da Pesquisa Nacional de Diagnóstico dos Sistemas Estaduais de Segurança Pública, realizada pela Secretaria Nacional de Segurança Pública, em parceira com o Fórum Brasileiro de Segurança Pública. Tal pesquisa teve como objetivo diagnosticar os processos de produção, sistematização e análise das informações nas instituições de segurança pública, uma vez que o conhecimento destas estruturas se mostra fundamental, pois o monitoramento e avaliação das políticas públicas precisam de fontes de dados adequadas. Assim a criação e consolidação de sistemas de estatísticas confiáveis e transparentes, deve ser o primeiro passo da política pública.

RBSP, v. 9, n. 2, 6-11, Ago/Set 2015

Palavras-chave

Segurança pública;

Tendências criminais sul-americanas em perspectiva comparada

O objetivo do presente artigo é revisar indicadores de violência e criminalidade dos países da América do Sul. Para isso, foram sistematizadas informações de um grupo de oito indicadores dos 12 países da sub-região, a partir das principais fontes de informação oficial: homicídio, lesões, violência sexual, roubo contra pessoas, furto, roubo com invasão, furto de veículos e sequestro. O trabalho não pretende apenas oferecer uma revisão das tendências dos países da América do Sul, mas também discutir sobre a relevância da produção de informações para as políticas de segurança pública.

RBSP, v. 9, n. 2, Ago/Set 2015

1º Anuário Brasileiro de Segurança Pública

O Anuário Brasileiro de Segurança Pública compila e analisa dados de registros policiais sobre criminalidade, informações sobre o sistema prisional e gastos com segurança pública, entre outros recortes introduzidos a cada edição. Além dos dados, o Anuário traz textos analíticos com reflexões acerca da conjuntura atual de Segurança Pública no país. Nesta edição a publicação conta com os seguintes textos: 

Se preferir, acesse todas as edições do ABSP através da página de Atividades

Para as séries históricas estatísticas, acesse a seção de Estatísticas. 

Anuário-2015_1_site

9º Anuário Brasileiro de Segurança Pública

O Anuário Brasileiro de Segurança Pública compila e analisa dados de registros policiais sobre criminalidade, informações sobre o sistema prisional e gastos com segurança pública, entre outros recortes introduzidos a cada edição. Além dos dados, o Anuário traz textos analíticos com reflexões acerca da conjuntura atual de Segurança Pública no país. Nesta edição a publicação conta com os seguintes textos: O eterno presente da Segurança Pública – Renato Sérgio de Lima e Samira Bueno, Um pacto para vencer a nossa maior tragédia desde a escravidão – Pedro Abramovay, A morte do policial – Rafael Alcadipani da Silveira, Letalidade e vitimização policial – Ignacio Cano, Panorama das apreensões de armas de fogo no Brasil – Ivan Marques e Bruno Langeani, Muitas dúvidas e algumas certezas – Luis Flávio Sapori, O número de presos triplicou. Quem está sorrindo? – Jacqueline Sinhoretto, Conselhos, planos e guardas: o município como espaço potencial de inovações em segurança pública – Roberta Astolfi, A Índia é aqui – Samira Bueno, Uma janela de oportunidade – Olaya Hanashiro, Os diferenciais de confiança na Justiça do Brasil – Luciana Gross Cunha, Luciana de Oliveira Ramos, Renan Gomes de Pieri, Amanda Pereira – FGV DIREITO SP, Adolescentes em Conflito com a Lei – Atos infracionais e medidas socioeducativas – Rodrigo Ghiringhelli, e Violência nas escolas – Patrícia Nogueira Pröglhöf.

Se preferir, acesse todas as edições do ABSP através da página de Atividades

Para as séries históricas estatísticas, acesse a seção de Estatísticas. 

Atlas da violência 2016

Nota Técnica analisa os dados preliminares do Datasus (2014) sobre a evolução dos homicídios por macrorregiões, unidades da federação e microrregiões, em decorrência de armas de fogo, por violência policial, e sobre os homicídios de afrodescendentes, mulheres e jovens.